Dicas para escolher o melhor vinho

A variedade de vinhos que podemos encontrar em qualquer supermercado é cada vez mais ampla. O que é um bom sinal de que o setor do vinho está no seu melhor. Escolher um bom vinho pode ser complicado no começo. Para quem não entende muito não é fácil escolher entre tantos preços, regiões, tipos de tensão. Conheça aqui neste artigo, as dicas para escolher o melhor vinho.

É bastante comum que os menos compreendidos sejam guiados pela regra do preço na loja de vinhos. Ou seja, quanto mais caro for o vinho, melhor será a qualidade e, portanto, melhor. Mas nem sempre é assim.

Fazer viagens enoturísticas é a melhor forma de conhecer os tipos de vinho e sua qualidade, no entanto, nem sempre podemos realizar tal desejo, portanto, aprender como escolher o melhor tipo em uma loja de vinhos é essencial.

6 dicas importantes para escolher um bom vinho:

Em seguida, você encontrará as chaves para escolher o melhor tipo na loja de vinhos:

1. Pensar no tipo de ocasião e quais alimentos serão servidos na mesma:

A primeira coisa que recomendamos ao escolher um vinho é saber qual será a refeição a qual ele acompanhará. Nós vamos comer carne, peixe, legumes?

A comida será a primeira indicação ao escolher um vinho. Em segundo lugar, seja claro sobre a ocasião. Será um jantar romântico? Um jantar com amigos? Uma refeição da empresa?

Há muita informação sobre emparelhamento, milhares de livros e teorias sobre isso. Como resumo, você pode dar uma olhada no seguinte infográfico para ter uma ideia.

2. Escolha a região:

Uma vez que tenhamos claro esses dois conceitos, passaremos para a seleção da região. Países e regiões com clima quente e seco tendem a ser um sucesso, pois geralmente têm vinhos com melhor aroma e sabor. Esta informação será dada a nós pelo rótulo. O nome da vinha e da região pode nos dar muita informação útil.

Digamos que você opte por um vinho feito na área de Penedés, na província de Barcelona. Uma área que devido a sua grande diferença de altitude em suas diferentes áreas possui uma grande variedade de climas. Isso garante que seus vinhos tenham uma grande variedade de sabores e aromas.

3. Selecione a uva: 

Selecionar a uva é essencial para desfrutar de uma experiência única com aqueles que nos rodeiam. Cada tipo de uva será mais adequado para um tipo de prato ou outro.

Como regra geral, para pratos sem corte comprar vinhos tânicos, bem estruturados e encorpados. Isso irá garantir que há um equilíbrio na boca e ambos aumentam seus sabores.

4. Olhe para a colheita:

No setor do vinho tudo influencia, é por isso que temos de olhar para a colheita em detalhe.

O ano climático, mudanças de temperatura ou precipitação anual são determinantes para a qualidade e características organolépticas do vinho. Bem como o solo ou ventos em que um vinho foi feito.

É um aspecto a ter em conta especialmente em pequenas adegas que não trabalham com grande volume de vinho. Então, você não apenas terá que escolher uma boa adega, mas também o ano da sua safra.

5. nível de álcool: 

O nível de álcool no vinho é outro fator determinante que afetará diretamente o corpo do vinho:

  • Vinho de corpo claro: entre 11, 5 e 12 graus.
  • Vinho de corpo médio: entre 12º e 14º graus.
  • Vinho corporal intenso: mais de 14 graus.

6. Experimentar novos vinhos: 

Por último, não se limite apenas às variedades que conhece e comece a experimentar novos vinhos. Quanto mais você se afeiçoar a esta bebida, mais conhecerá e pode selecionar o melhor tipo para cada ocasião.

Lembre-se que quanto melhor você conhecer o mundo do vinho, melhor você apreciará suas qualidades, seus benefícios e suas características.

Ter uma boa base de cultura do vinho (especialmente sobre emparelhamento) sempre ajudará você a escolher o melhor na loja de vinhos.